Análise Advocacia 500: dez anos retratando um mercado em transformação

Nos dez anos de realização da pesquisa que indica os advogados e os escritórios Mais Admirados do Brasil, o anuário Análise Advocacia 500 tornou-se referência absoluta no mercado jurídico nacional. Uma leitura comparativa entre a primeira edição, em 2006, e a mais recente, em 2015, permite a visualização do crescimento das bancas de advocacia no Brasil, não apenas em número de players oferecendo seus serviços, como em número de advogados nas sociedades. Enquanto em 2006 o anuário relacionava 18 escritórios com 100 ou mais advogados, a edição de 2015 identificou 59 escritórios. O crescimento acompanha o aumento expressivo do número de profissionais inscritos na Ordem dos Advogados do Brasil, de 570 mil em 2006 para mais de 900 mil em 2015.

A lista dos Mais Admirados é obtida em pesquisa realizada pela equipe da Análise Editorial, anualmente, com os responsáveis pelos departamentos jurídicos das 1.500 maiores empresas do Brasil. Na edição que chega agora ao mercado, em torno de 900 executivos responderam ao questionário, indicando até três escritórios e três advogados que eles mais admiram em 12 especialidades do Direito. Ao todos, foram citados 3.400 advogados e mais de 1.400 escritórios. Desses, 574 escritórios e 1.108 advogados somaram pontos suficientes para estar em pelo menos um dos rankings da publicação.

Além disso, o anuário introduz a seção “Diretório Nacional da Advocacia”. Sem vinculação com o conteúdo da pesquisa dos Mais Admirados, as 68 páginas da nova seção apresentam o perfil de 291 escritórios, que podem estar na lista dos Mais Admirados ou não. A diferença é que os perfis publicados nesta seção pertencem às bancas que se interessaram em replicar as informações que já publicam no anuário Diretório Nacional da Advocacia, o Análise DNA.